Beleza Cariri Saúde

Não tem idade, nem hora

DSC_0632

 

por Ribamar Junior 

Para a dermatologista Yolanda Gifonni, devemos iniciar o cuidado com a pele desde a infância. O bebê a partir dos seis meses, já pode iniciar o uso do filtro solar e a partir daí é importante manter e adquirir o hábito de cuidar da pele. Para além de estética, as alterações que ocorrem no DNA pelos dados da luminosidade solar podem causar várias doenças. A Viver Bem foi conversar um pouco com a médica e saber como podemos proteger o rosto nas intensas temperaturas da região do Cariri.

CHARM – Há alguma idade específica para começar a ter cuidado com a pele?

YOLANDA: Não. Na verdade, devemos iniciar o cuidado com a pele desde a infância. A partir dos 6 meses de idade já podemos iniciar o uso do filtro solar. Algumas pessoas dependendo da genética e da sua exposição solar ao longo da vida já vão apresentar sinais de envelhecimento antes dos 30 anos. A partir dos 25 anos a produção de colágeno diminui e é nessa fase que as alterações do DNA causadas pelo sol começam a aparecer, sendo o momento ideal para iniciar os cuidados antienvelhecimento.

CHARM – Geralmente começamos a ter cuidados na adolescência. Nessa fase, quais os principais problemas que costumam aparecer?

YOLANDA: Nessa fase, é comum os jovens apresentarem pele mista ou oleosa, com tendência à acne. Isso ocorre devido as alterações hormonais constantes nessa idade relacionadas à hipersecreção das glândulas sebáceas e aos fatores hereditários. Em alguns pacientes elas surgem de forma bem discreta, quase imperceptíveis, em outros, as lesões são mais evidentes, de intensidade variável, perturbando a qualidade de vida durante a adolescência e desencadeando ou agravando problemas emocionais que podem tornar-se extremamente graves. Muitas vezes se não iniciar o tratamento adequado pode deixar cicatrizes inestéticas e indesejadas.

CHARM – Em uma região muito quente como a nossa, quais os principais cuidados que devemos ter?

YOLANDA: O principal cuidado é com o sol, devido as radiações ultravioleta que podem ser    nocivas a nossa pele, aumentando assim o risco de câncer de pele. Podemos combater esses riscos através de alguns cuidados como o uso do filtro solar de forma regular, reaplicando de 2/2h, em caso de exposição solar e aplicando em todas as áreas expostas do corpo, usando roupas e acessórios como chapéus, guarda chuvas e blusas, podemos encontrar esses acessórios já com fator de proteção. Podemos usar também os fotoprotetrores orais como uma forma adjuvante na proteção aos raios solares.

 

DSC_0630

CHARM: Quais os riscos de intensa exposição ao sol traz para a pele?

YOLANDA: O sol e suas radiações são os agentes ambientais que tem maior importância para a pele, produzindo efeitos benéficos e principalmente efeitos maléficos no desenvolvimento de doenças da pele como câncer cutâneo, queimadura solar, envelhecimento da pele e inúmeras outras doenças denominadas foto dermatoses, que são doenças cutâneas causadas ou influenciadas pela luz solar, com alteração inflamatórias ou degenerativas na pele.

CHARM: Quais os tratamentos mais procurados para melhoria da pele?

YOLANDA: Em relação à pele, sabe-se que o cuidado da beleza é diferente em cada fase da vida. Aos 20 anos, por mais que a pele seja firme, já podemos começar a prevenção do envelhecimento com o uso de medicações tópicas como a vitamina C que além de estimular a produção de colágeno favorece o clareamento da pele. Na faixa dos 30 anos, já observamos os primeiros sinais de envelhecimento. Temos que higienizar, hidratar e estimular a produção de colágeno. Para isso os retinóides e seus derivados são ótimas alternativas. Aos 40 anos, a pele tende a ficar mais seca e sensível, com perda da elasticidade e aparecimento de rugas mais profundas. Devemos usar produtos mais hidratantes, antioxidantes e ácidos com o objetivo de promover a restauração e nutrição da pele e agentes com ação antirrugas mais potentes. Podemos optar também por procedimentos como toxina botulínica, preenchimentos com ácido hialurônico, bioestimuladores e laser. Acima dos 50 anos, a pele madura, devido as oscilações hormonais da menopausa são acompanhadas de desidratação da pele, hiperpigmentação, sensibilidade e redução da elasticidade. O ideal seria o uso de produtos que possuam agentes tensores, antioxidantes e clareadores associado a filtro solar que preserve a nutrição da pele. Procedimentos como laser, peelings, toxina botulínica, preenchimentos com ácido hialurônico e lifting podem ser recomendados com a finalidade de amenizar os sinais do tempo na pele.

CHARM: Você acha que as pessoas estão se preocupando mais a pele?

YOLANDA: Atualmente cada vez mais cedo as pessoas têm procurado o médico dermatologista para esclarecer sobre os cuidados com a pele. A conscientização do uso do filtro solar aumentou muito nos últimos anos e com isso ocorreu uma preocupação maior com as doenças causadas pelo sol e dessa forma a detecção precoce do câncer de pele, e também a prevenção do fotoenvelhecimento. Devido ao avanço das indústrias farmacêuticas e da tecnologia temos condições de oferecer medicações e procedimentos modernos e eficaz para a beleza e saúde da pele.

CHARM: Como você avalia a importância de se cuidar da pele?

YOLANDA: A pele é o maior órgão do corpo humano e estar suscetível a vários tipos de alterações devido a fatores genéticos, ambientais e metabólicos, por isso, é de fundamental importância ficar atento a todos os sinais e sintomas que ela evidência, além de ter uma rotina diária de cuidados para manter a pele sempre com aspecto jovem e saudável.

 

Deixe um comentário

Powered by keepvid themefull earn money