Cariri Cultura Moda

Tóquio Nordestina

IMG_3278

A estilista Isabela Capeto foi destaque na São Paulo Fashion Week ao lançar livro e coleção sobre o Cariri.

A São Paulo Fashion Week é o maior evento da moda brasileira. Nela, diversos estilistas apresentam suas coleções que são fruto de muita pesquisa, pois todas possuem um tema, e esforço. Nesse ano, tivemos a oportunidade de sermos representados na coleção da carioca Isabela Capeto, que executou da melhor forma possível.

Alegre, moderno e colorido, cada traje contava uma história, que juntos poderiam facilmente serem traduzidos em forma de cordel. Com claras referências ao artesanato da região, teve de tudo: Mestre Noza e as Irmãs Cândido estavam expostos em forma de patchwork; golas redondas e em V com estampa inspirada nos trabalhos de Espedito Seleiro;  vestidos em tecidos leves junto com guarda-chuvas para representar o calor da região; acessórios produzidos por empresas locais, como as bolsas feitas pela K&K Couros; e uma paleta de cores que reflete desde a fauna e a flora caririense aos bordados estilo “bunda-rica” no Mercado Central de Juazeiro do Norte.

IMG_3279

Bolsa da K&K Couros. Fonte: Instagram da marca.

O nome “Tóquio Nordestina” representa, segundo Isabela, a liberdade de Juazeiro, que une o moderno com o antigo. E sobre o moderno, a estilista conseguiu aderir a sua coleção itens que são tendência mundial para o inverno, como o tule, o oversized, e os babados:

Tule

Fonte: Vogue

Fonte: Vogue

O tule esteve presente em diversos desfiles da Paris Fashion Week, como o da Dior e do Elie Saab, e é considerado uma das maiores apostas para esse inverno, presente nas coleções novas de lojas de departamento como a Renner e a Riachuelo. No desfile de Isabela, o tecido foi usado em vestidos longos e em saias.

Oversized

Fonte: Vogue

Fonte: Vogue

O lema para diversas coleções, tanto da SPFW quanto da PFW, foram o conforto. E não foi diferente para Isabela, que além de utilizar tecidos leves, como lycra, tule e algodão, também utilizou modelagens grandes, abusando do estilo oversized. Ele estava presente em parkas, vestidos e macacões, homenageando o clima caririense ao mesmo tempo que adere as tendências de inverno.

Babados

Fonte: Vogue

Fonte: Vogue

Os babados estão em tudo. Camisas, vestidos, saias e até mesmo calças, a tendência de inverno com certeza vai perdurar para as coleções primavera/verão, por serem versáteis e geralmente estarem em tecidos leves, como na seda e no tule mostrados por Isabela.

A coleção foi um dos resultados da sua experiência nas terras caririenses. Mas além do desfile, a carioca também lançou um livro sobre o Cariri Cearense para o projeto “Iconografia Local”, que propõe mostrar, através de fotos, as culturas de vários lugares do Brasil e traduzi-los para a moda, criando, por exemplo, cartela de cores e estampas. Coordenado por Isabela, o livro foi lançado no mesmo dia que seu desfile, 15 de março. O projeto está na sua quarta edição, com pesquisas anteriores sobre Belém e os Pampas Gaúchos, coordenados por Walter Rodrigues, e as igrejinhas de Santa Catarina, por Ronaldo Fraga.

O livro foi produzido pela Assintecal com a Sebrae e está disponível gratuitamente e online aqui.

 

Por: Gabriella Ramos

 

 

Deixe um comentário

Powered by keepvid themefull earn money